6 de mar de 2017

E-commerce a bola da vez. Como iniciar neste mundo?!

Desde quando entrei neste maravilhoso mundo do E-commerce sou abordada sobre: Mas como começar? O que devo fazer?
Em primeiro lugar costumo perguntar para a pessoa qual é o objetivo dela ao pensar em abrir um e-commerce? A maioria das respostas incrivelmente ainda é: porque é mais fácil do que abrir uma loja física ou porque é mais barato.
Nestes casos minha resposta sempre é que a pessoa não está no caminho certo.
Mas, se acredita no potencial da sua ideia existe várias formas de iniciar, vou tentar simplificar aqui neste post, no final vou deixar outros links de posts interessantes sobre o tema.
Para iniciar as operações de e-commerce, acho interessante buscar informações em diferentes fontes para sanar todas as suas dúvidas. Existe também a opção de fazer cursos nessa área, exitem vários cursos no mercado para quem deseja iniciar nesse ramo. Existem cursos gratuitos que para ter uma ideia geral é uma ótima opção.

Bem segue algumas dicas importantes para dar um norte para vocês:
1º Passo: Analise seu Mercado, pesquise quais lojas (físicas e on-line) atuam no segmento que você deseja. Utilize a internet ao seu favor, use Google, buscapé, blogs, etc.
Após descobrir quem são seus concorrentes, visite semanalmente o site deles, verifique os produtos que oferecem, veja condições de pagamentos, variedade de produtos (cores, tamanhos, etc) e principalmente as tendências. Cadastre se nos e-mails marketing de cada empresa. Enfim, acompanhe todos os passos, nesse momento será muito importante para você conhecer o mercado, produtos e principalmente o seu público alvo.

2º Passo: Planeje! Nesse momento, você já conhece quem são os seus “inimigos”, as armas que utilizam para “ganhar” o cliente, então agora fica mais fácil não acha?! Então vamos planejar:
Escolha o nome, é extremamente importante o nome do seu e-commerce. Junte a família e os amigos, faça um brainstorm, isso auxilia bastante. Nesse momento é interessante levar em consideração:
  • nome curto e boa sonoridade são mais fáceis de lembrar;
  • relevância com o tipo de produto que você irá vender;
  • disponibilidade do domínio na internet e disponibilidade jurídica (pesquise a disponibilidade na FAPESP, que é o órgão responsável pela liberação);
  • coerência do domínio com o nome da empresa, para auxiliar na identificação dos consumidores com os produtos;
Pense no seu território de alcance. Acho interessante iniciar as operações pela cidade onde está e ir expandido aos poucos, sempre lembrando que a imagem da loja virtual é muito importante, então não inicie as operações para o Brasil todo se você não tem absoluta certeza que ira entregar no prazo.

3º Passo: Programe os investimentos. Todos os valores pagos para a montagem da empresa até o momento do inicio das vendas devem ser encarados como investimento inicial. O investimento inicial variam muito. Alguns exemplos de custos iniciais:
  • Documentações e legislações da empresa – taxas e autenticação de documentos;
  • Compra dos equipamentos básicos (telefone, computador, impressora de nota fiscal, papelaria em geral, entre outros).
  • Softwares e licenças;
  • Registro de hospedagens do domínio (taxa anual);
  • Despesas fixas mensais – aluguel, internet, telefone, etc;
  • Estoque mínimo inicial;
  • Fornecedores – designers, fotógrafo, programador, gráfica entre outros;
  • Funcionários – mesmo havendo a possibilidade de iniciar as operações sem funcionários, é importante estar preparado para essa contratação em um futuro muito próximo;
  • Gastos variáveis – embalagem do produto, impressão da nota, tarifas dos meios de pagamento e impostos;

4º Passo: Escolha bem a plataforma: Fiz dois posts falando deste assunto, da uma lida 😃 Como escolher uma plataforma e Desmistificando a plataformas 

5º Passo: Produtos - Descrição - Cuide muito deste tópico, pois uma boa descrição de um produto ajuda na conversão do pedido, auxilia a sua pontuação no Google na parte de SEO e prende a atenção do seu cliente no seu site.

6º Passo: Pense na entrega: Na minha opinião esse é o ponto onde a maioria dos e-commerces brasileiros estão pecando, perdendo somente para o atendimento. É necessário fechar uma parceria com uma transportadora séria e de confiança, reconhecida pelo mercado. Pois a partir do momento que você colocar no site uma data de entrega para aquele produto para seu cliente, aconteça o que acontecer você tem que entregar nesse tempo, pois isso gera credibilidade com seu cliente e com outros clientes. Importante analisar qual o tipo de entrega se adapta melhor ao seu produto. Pesquise os preços dos correios, conheça várias transportadoras sempre é bom ter outras opções para possíveis imprevistos.

7º Passo: Agregue valor a sua loja virtual - Vale uma leitura no meu post sobre este assunto.

8º Passo: Usabilidade - usabilidade é a forma que o seu cliente vai navegar pelo seu site, cuidar da usabilidade significa cuidar e pensar nas melhores formas para seu cliente encontrar as informações dos produtos no site. Quer mais informações sobre navegação e usabilidade, click aqui.

Uma ultima dica, cuide da escolha dos seus fornecedores é muito importante para o projeto dar certo. Antes de contratar qualquer fornecedor, pesquise histórico, veja se não tem reclamações de outros clientes sobre eles. 


#VamosJuntos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião.

Conto sempre com a sua visita e participação.

Lucilene de Sá