29 de jul de 2011

Usabilidade




     Quinta dica para montar um E-commerce

     Com a crescente popularidade da Internet no Brasil nos últimos anos, a quantidade e diversidade de usuários acentuaram-se drasticamente. Por este motivo quando pensamos em criar um novo e-commerce ou qualquer modificação no projeto já existente precisamos sempre pensar em usabilidade para garantir que o conteúdo seja compatível com a capacidade de compreensão e leituras dos usuários.
    Usabilidade deve ser um conceito chave na cabeça de quem esta abrindo uma loja virtual, pois ela mede a eficácia, a eficiência e a satisfação com que um usuário pode realizar um conjunto específico de tarefas em um ambiente particular. Resumindo ela mede como seu consumidor realiza as tarefas dentro do seu site.  
    Para avaliar a usabilidade, a Nilsen utiliza cinco atributos que nos auxiliam na hora de mensurar.

  • Facilidade de aprendizagem - Capacidade com que o usuário começa a interagir rapidamente com o seu site logo na primeira vez que o utiliza.
  • Eficiência de uso - Grau de produtividade atingido pelo usuário depois que aprendeu a utilizar o sistema do site.
  • Facilidade de memorização - Retenção, capacidade do usuário de voltar a utilizar o sistema após certo tempo sem precisar aprendê-lo novamente.
  • Baixa taxa de erros - Medida do quanto o usuário pode ser induzido ao erro pelo sistema e o quanto pode se recuperar do mesmo.
  • Satisfação subjetiva - Medida do quanto o usuário se sente feliz ao utilizar o sistema.    
     Para facilitar a vida de quem esta começando neste maravilhoso mundo do e-commerce, vou mencionar as principais técnicas de usabilidade.

  • Autonomia, os usuários devem ter o controle sobre o site.
  • O usuário manda, segue à regra “o cliente que sempre tem a razão”.
  • Na web qualidade é igual à rapidez, o site não pode demorar para carregar as páginas pois os clientes não esperam e saem sem ver o conteúdo.
  • Devem funcionar todos os links. Se não funcionam não devem estar no ar.
  • O site deve ser simples, para que os usuários se sintam a vontade e não se percam a cada novo processo dentro dele.
  • Escreva os conteúdos sempre para internet, ou seja, resuma o conteúdo em 25% do que colocaria no papel.
  • Não sobrecarregue de informação, deve sempre ficar a vista qual é a informação principal e qual é a secundária do texto.
  • Utilizar interfaces conhecidas, os sites devem necessitar o mínimo processo de aprendizagem.
  • Legibilidade, a cor dos textos deve contrastar com a do fundo, e o tamanho de fonte deve ser suficientemente grande.
     Enfim, é importante considerar que os usuários, normalmente, buscam por respostas rápidas, por isto, o conteúdo deve levar em consideração a impaciência deles, oferecendo-lhe conteúdo útil com respostas rápidas. Caso contrário, perdem-se usuários, perdem-se clientes e não queremos isto, não é mesmo?! #VamosJuntos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua opinião.

Conto sempre com a sua visita e participação.

Lucilene de Sá